Yule (Natal)

Hoje é a noite mais longa do ano, o Solstício de Inverno. Na tradição Pagã, ocorre a festa de Yule O Yule é celebrado no Solstício de Inverno, por volta de dia 21 de Dezembro. Yule é a celebração da vitória do Rei do Carvalho (Rei Sol) sobre o Rei do Azevinho (Senhor das Sombras) porque a partir desta data os dias começam a ficar cada vez mais longos novamente, até o verão.

Este Sabbat representa o retorno da luz, quando a Deusa dá nascimento ao Deus Sol e as esperanças renascem, pois ele trará calor e fertilidade à Terra. Nesta data, os antigos Druidas colhiam o visco, considerado mágico e com poderes de cura.

Celebrar o Solstício de Inverno é reafirmar a continuação dos ciclos da vida, pois Yule é o tempo de celebrar o espírito da Terra, pedindo coragem para enfrentar os obstáculos e dificuldades que atravessaremos até a chegada da Primavera. É momento de contar histórias, cantar e dançar com a família, celebrando a vida e a união. E de se acender fogo – fogueira, velas – como elemento mágico capaz de ajudar o Sol a retornar para a nossa vida, corações e mentes.

Para quem está em sintonia com a natureza e as forças divinas que existem dentro de nós, que esta seja uma linda noite de Yule e que o retorno da Luz ilumine as nossas vidas! Eu, vou dançar música cigana em torno da fogueira,e celebrar!No ritual Pagão, se leva para dentro de casa uma árvore verde para que os espíritos da Natureza tenham um lugar confortável para passar o Inverno.

A árvore é decorada com sinos, estrelas e sóis. A casa é decorada com azevinho e guirlandas. Presentes para os espíritos da Natureza são colocados aos pés da árvore. (Alguma semelhança com outra festa conhecida?)

Muitos dos costumes de Yule foram absorvidos pela Igreja Cristã, quando o Catolicismo tentava se estabelecer na Europa. Desta forma, há muitas práticas Cristãs que possuem orígens essencialmente Pagãs. No hemisfério Norte, a festa de Yule ocorre por volta do dia 21 de Dezembro, o solstício de inverno no Norte, época de Natal. A comemoração do Natal, então, tomou emprestado muito da simbologia Pagã associada à festa de Yule, como a árvore de Natal decorada, a estrela, o azevinho, as guirlandas e a Tora de Yule, as cores verde, vermelho e dourado, a celebração com nozes e bolos de frutas – tudo isto, símbolo de bruxaria. Afinal, a tradição Pagã é milenar, portanto muito anterior ao Cristianismo.

YULE Origem: ANGLO-SAXÂO Significado: NASCIDO NO NATAL
Natal, uma festa Pagã!




Dia é dia 25 de dezembro, sou seja, é Natal. Como diz a tradição, é tempo de reunir a família para todos cear, trocar presentes e comemorar no nascimento de Cristo. Em fim, essa é basicamente a desculpa que todos dão para justificar mais uma data para festanças, bebedeiras e comilança. Mas remetendo fundo nas origens dessa data festiva, seria realmente uma festa cristã? Outra pergunta bem pertinente: pelo menos é comemorada como uma festa cristã? Acho quem nem os que se dizem realmente cristãos comemora essa data de forma realmente cristã.

Mas deixando crenças e religiões de lado (mais
ou menos), eis algumas questões para pensar: A nossa ceia de Natal não lembra muito um banquete medieval? Com muita musica, muita carne (pernil, tender, peru etc..) e muita bebida (champanhe, vinhos e afins).

Oras, nada mais cristão do que encher a pança e encher a cara para comemorar o nascimento de Jesus enquanto muitos por ai passam fome, não é mesmo?Qual era a etnia de Jesus? Judeu né? Os judeus comem carne de porco? Porque come
mos pernil no natal?Quem são os ajudantes do Papai Noel? Duendes (ou Elfos) certo? Legal, nada mais pagão pois duendes vem da mitologia celta (paganismo).

Já reparou na roupa do Papai Noel? Ele com aquele gorro vermelho pontudo com um pompom na ponta. E o próprio papai Noel, um senhor velho com longas barbas branca. Não lembra muito um velho feiticeiro celta (algo como o mago Merlin). Mesmo sabendo que o mitologico Papai Noel foi inspirado no Santo São Nicolau, é impossível não ficar intrigado com isso.

Mas o que mais me intriga é: porque dia 25 de dezembro? Ninguém sabe ao certo a data do nascimento de Jesus e a própria bíblia não revela o dia (talvez porque não era pra se comemorar). A resposta é bem simples. Na Europa medieval, ao que me parece, dia 25 é a comemoração do solstício do inverno para os celtas. Olha os celtas ai mais um vez, coincidência? Claro que não, as questão é o seguinte: Logo no início do cristianismo (católico apostólico romano) a igreja queria acabar com os ritos pagãos que predominavam na europa e para isso, substituiu datas comemorativas pagãs por datas cristãs e a data na qual os pagãos comemoravam o solstício do inverno virou Natal, a comemoração do nascimento de Cristo. Hum.. mas claro agora? Por isso não é nenhuma coincidência várias das tradições dos celtas estarem impregnadas nas nossas “modernas” tradições natalinas.Bom, essa são algumas das questões que me fazem fundir (eu disse fundir) a cuca ao pensar que ainda se acredita que o Natal é uma festa Cristã.

Receitas para o dia de Yule

Pão Árabe

Ingredientes:

– 650 g de farinha de trigo

– 1/2 colher (sobremesa) de sal

– 1/4 copo de óleo

– 2 ovos inteiros

– 1 colher (sobremesa) de açúcar

– 1 1/2 tablete ou 22.50 g de fermento biológico (para pão)

– 2 1/2 xícaras (chá) de leite

Modo de Fazer:

Junte todos os ingredientes, amasse bem e deixe descansar por 30 minutos. Em seguida faça bolinhas que caibam na palma da mão, coloque-as em uma mesa polvilhada com farinha, abra-as com o rolo no formato de discos. Em assadeira preaquecida no forno, coloque os discos para assar por cerca de 15 minutos.Fatias EscocesasIngredientes:- fatias de Pão- azeite de oliva- leite- carne- batatas- cebolas- temperos à gosto

Modo de Fazer:

Corte fatias de pão, forre uma assadeira untada com azeite de oliva e molhe as fatias com ½ copo de leite. Cubra o pão com fatias finíssimas de carne temperada, batata e cebola. Tempere com sal e cebola a gosto e leve ao forno por meia hora.

Peru de Yule

Ingredientes:

– 1 peru (ou chester)

– champingons (cogumelos)

– sálvia

– cebola

– nozes picadas

– manjericão

– ovos cozidos

Modo de Fazer:

Se o peru ou chester não estiver temperado, temperar à gosto com seus temperos usuais e um pouco de vinho branco. Para fazer o recheiro, passe os cogumelos na manteiga e os tempere com sálvia. Misture o resto dos ingredientes, bem misturados e recheie o peru ou chester. Leve ao forno, até que fique dourado. Eventualmente, banhe-o com manteiga.

Vinho Quente

Ingredientes:

1 litro de Vinho Tinto de boa qualidade

Brandy

2 Laranjas

1 LimãoPaus de Canela

Cravinho da Índia

Gengibre

Açucar

Aquecer o vinho juntando o sumo de 2 laranjas e 1 limão, açucar e as especiarias a gosto. Não deixar o vinho ferver, mantendo sempre o lume brando.Se quiser dar um gosto mais forte pode também juntar as cascas das laranjas à mistura, enquanto aquece, mas não se esqueça de as retirar antes de servir.As especiarias são bastantes fortes, por isso não exagere, mas se tiver dúvidas vá provando para se certificar que está a seu gosto. Antes de acabar junte um cálice ou copo de Brandy.Ao servir, use um coador para filtrar o vinho das sementes e de graínhas se optar servir individualmente em cada copo, mas se preferir pode usar uma taça de ponche onde cada pessoa se poderá servir.Espalhe paus de canela pela mesa: podem servir para decorar os copos onde se serve o vinho quente intensificando assim o seu sabor e deixam a sala ainda mais perfumada.Agora é só relaxar e deixar-se ir ao sabor do vinho exótico que lhe vai aquecer a alma e apurar os sentidos…

UM BRINDE A YULE!