Ritual de Onomatodosia

.
O Batismo Pagão



O Batismo é uma cerimonia muito antiga, pratic
ada pelas sociedades antigas, em seus diversos cultos e religiões, desde tempos imemoriais.

Através dela não somente confirmava-se o nome que tinha sido dado pelos pais ao bebé, no momento do nascimento, como também celebrava-se esta cerimonia nos Templos, aos iniciados, quando recebiam seu Nome na Arte, ou o Nome Cósmico, dependendo do caso.

Hoje em dia esta cerimonia é conhecida como o Batismo em casa, e já quase não é usado, pois sua importancia, ainda que muito maior que a cerimonia na Igreja, foi deixada de lado, como algo irrelevante.

Esta cerimonia pode ser feita em casa, ou num Coven, ou ao livre em comunhão com a Natureza, Mãe Terra; se ouver um Sacerdote ou Sacerdotisa, ou um Bruxa, poderá oficiar o batismo, fazendo uma breve introdução, contendo além das palavras que desejar, para unir a energia do grupo, uma explicação sobre o Batismo Pagão.

Não é imprescindível um Altar, mas nada impede que esta cerimonia seja feita na frente dele se ouver.

Serão necessários dois padrinhos, um homem e uma mulher, como representação de nossos pais espirituais, os quais tem nos apoiado nas diversas existências anteriores, e que se apresentam agora na figura dos padrinhos, como nossos guias nesta vida atual.

A madrinha segurará o bebé no colo, ou dará a mão se a criança for maior, ou colocará o braço ao redor do adulta que será iniciada e/ou batizada.

Ela terá na mão um ramo da Arruda, e o padrinho uma vela branca acesa.

Depois da palavras do oficianta, o padrinho inicia a cerimonia dizendo:

“Eu ( dizer nome da Arte do padrinho) confirmo teu Nome……………(dizer o Nome escolhido na Arte ou Nome Cósmico da pessoa que está sendo batizada) e te batizo com ele em Nome do Espirito dos Espíritos (Akasha) e em Nome Daquela que é (a Deusa).

Prometo nesta hora sagrada, que assim como esta luzinha brilha na tua mão (colocar a vela na mão do bebé ou entregar à pessoa que está sendo batizada) por todo o sempre haverá uma Luz acesa em meu coração, para iluminar teus passos e guiar o teu Caminho”


Neste ponto todos os presentes devem dizer :

“Que assim seja!”


Agora a madrinha diz:

“Eu (dizer o Nome na Arte da madrinha) confirmo teu Nome……………(dizer o Nome escolhido na Arte ou Nome Cósmico da pessoa que está sendo batizada) e te batizo com ele em Nome do Espirito dos espíritos (Akasha) e em Nome Daquela que É (a Deusa).


Assim como estes ramos da Mãe Terra, permanecem verdes mesmo na estação do frio, e servem para nos ajudar e nos proteger, prometo, nesta hora sagrada que estarei para te ajudar e te proteger sempre que de mim precisares”


Neste ponto, todos os presentes devem dizer:

“Que assim seja!”


Segue o padrinho dizendo o nome com o que o bebê ou a pessoa está sendo batizada e seguir:

“Que o Sopro do Espírito dos espíritos, traga Vida Real para a tu existência” ( e assopra na parte superior da cabeça do bebé, ou da pessoa que está sendo batizada)


Neste ponto, todos os presentes devem dizer :

“Que assim seja!”


Então a madrinha molha os ramos verdes em água previamente consagrada pela oficiante da cerimonia e diz o nome com o que o bebé ou a pessoa está sendo batizada e seguir:

“Que a Deusa abençoe tua existência com a Água da Vida, tornando-a plena de realizações”( passar o ramo em cruz na testa do bebé ou na testa da pessoa que está sendo batizada)”


Neste ponto, todos os presentes devem dizer:

“Que assim seja!”


Agora para terminar a cerimonia todos os presentes devem dizer:

Nós que alcançamos a vitória sobre a morte,
Nós que vencemos as batalhas pelo renascimento,
Graças a Ti, Grande Mãe que nos acolhestes em Teu Seio,
Até que estivemos prontos para a Vida Real,
Te saudamos e reverenciamos Tua Presença Infinita (todos fazem uma reverencia)

Assim é, assim será!
Em Nome do Espirito dos espíritos,
Em Nome Daquela que É!


Agora todos podem dar os parabens a familia do bebê e/ou da pessoa que foi batizada e festejar!

Nota: Não há idade para o Batismo Pagão, pode ser feito no momento que a pessoa o desejar.

Anúncios